Translate

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

sábado, 30 de abril de 2016

SEGMENTAÇÃO DO MERCADO TURÍSTICO

No mercado turístico as instituições dos setores público e privado precisam conhecer os seus clientes e o que esperam em uma viagem. Necessitam saber transmitir a disponibilidade dos produtos e serviços turísticos aos fregueses em potenciais e converte-los em freguês reais. Por isso ultimamente há um processo permanente de segmentação da demanda turística, que vai criar grupos de consumidores usuários dos serviços turísticos, unidos segundo as preferências sociais, culturais e religiosas. Para esta demanda fragmentada o ideal é oferecer produtos que correspondem às necessidades e os anseios de cada nicho encontrado no mercado.

As cobranças por serviços e produtos de qualidade e por preços correspondentes ao que é oferecido; a concorrência cada vez maior num ambiente competitivo e a intensa transição de tendências transforma obsoleto alguns produtos turístico e obrigam as corporações a se adaptarem aos novos tempos. Para se manter, o ideal é que as empresas agrupem consumidores com comportamento de comprar similares, a partir deste ponto, os esforços de marketing se concentram em conquistar este nicho. Um segmento de mercado bem determinado permitir a aplicação eficiente das ferramentas do marketing.

As empresas que conhecem perfeitamente seus clientes e o mercado que atua terá maiores vantagem na venda, pois estas direcionam de forma eficaz seus recursos financeiros e adapta seus serviços ao que o segmento necessita e deseja.

Segundo Ansarah as ferramentas de marketing só são eficientes quando são:

“Mensurável em tamanho e outras variáveis”
“Acessível por meio de promoção, a canais de distribuição existentes ou potenciais”
“Substancial, grande ou lucrativo o suficiente para servir como mercado alvo”
“Defensável, em termos de características suficientemente singulares para justificar iniciativas ou programas de marketing específicos que possam enfrentar a abordagem de massa dos concorrentes”.
“Durável, mantendo-se com o passar do tempo.”
“Competitivo a ponto de seu atendimento proporcionar vantagens sobre a concorrência"  

Há varias forma desenvolvida para segmentar o mercado turístico. As principais   as quais usam os seguintes critérios:

Idade – Turismo infantil, turismo juvenil, Turismo meia idade, turismo de terceira idade.

Nível de renda – Turismo popular, turismo de classe média e turismo de luxo.

Distancia do local emissor – Turismo local, turismo regional, turismo nacional, turismo continental, turismo intercontinental.

Tipo de grupos – turismo individual, turismo de casais, turismo de família e turismo de grupo.

Sentido de fluxo – turismo emissivo, turismo receptivo.

Mais hoje o mais usado é pela motivação da viagem

Quando a motivação é eventos e negocio temos.

Turismo de Evento

É considerado Turismo de evento quando há deslocamento de pessoas para participar de algum evento de caráter cientifico, cultural, ecológico tecnológico, promocional ou esportivo. O conceito sobre esta modalidade ainda trás subdivisão no chamado turismo de congresso e turismo de conversão.

O publico que integra este segmento, pode ser tanto um visitante quanto um palestrante.

Turismo de Negócios

O turismo de negócio contribui para o crescimento da economia, porque esse nicho de mercado agrega valores à receita financeira do lugar, podendo ser ou não ser uma atividade complementar ou principal do local. É uma espécie de mercado que, quando bem gerenciado, não sofre com a baixa e alta temporada, como acontece em outras modalidades de turismo. Por isso que as empresas aéreas e as de aluguel de carro e de hospedagem têm interesse particular nesse segmento.
Entende-se turismo de negocio um agregado de atividades de viagem voltada a reuniões, fechamento de negócios, firmamento de convenio, treinamento de pessoal, estabelecimento contratos, venda e compra de novas tecnologias ou para conhecer o mercado de alguma aérea.

Quando a motivação é natureza temos:

Ecoturismo ou Turismo verde 

É um turismo de contemplação da natureza, por isso exige uma profunda interação com o meio ambiente natural. Zela pela preservação do patrimônio natural e pela conscientização do praticante. Além de procurar promover o bem estar da comunidade receptora.

O ecoturismo pode integrar outras modalidades de turismo, como o turismo de aventura, turismo de pesca esportiva, turismo rural etc.


Turismo de Aventura 

De acordo com Ramos, Turismo de Aventura é classificado como uma atividade de lazer que acontece em um local exótico, remoto ou de vida selvagem e que oferece alto risco na atividade, por isso precisa ser minuciosamente planejada. Os meios locomoção, na maioria da vezes, são incomuns. Contem número reduzido de praticantes.

Turismo de Pesca Esportiva

É um segmento muito especifico para quem gosta do contato com a natureza e de passar horas pescando na beira de rios, lagos ou de reservatórios. Como toda espécie de turismo deve-se ter uma preocupação com o meio ambiente.

https://www.youtube.com/watch?v=_HkLcuXpM-Q

Turismo de Mergulho

É um segmento dedicado à aqueles que tem interesse de descobrir o habitar de animais e a beleza do relevo de locais escondidos debaixo d’ água. Também há a prática de visitar navios ou até mesmo construções que foram submergidos. 

Neste tipo de turismo há dois tipos de publico, o mergulhador turista e o turista mergulhador

O mergulhador turista possui treinamento na pratica de mergulho e tem credencial para tal atividade. A finalidade das viagens é encontrar um destino propício para o mergulho. Ou seja, o freguês é um mergulhador profissional.

Já o turista mergulhador, o principal motivo da viagem é o descanso. O mergulho é uma atividade complementar decorrente do roteiro.


Turismo de sol e praia

É uma das formas de turismo mais procuradas em todo o mundo, por isso o retorno financeiro é garantido nos municípios litorâneo. 

Mais do que procurar descanso o cliente busca divertimento, por isso empresários do setor investem em atrações a beira mar.


Quando a motivação é a vida Rural temos:

Turismo no meio rural 

São as atividades de lazer realizadas na área rural. Este conceito abrange varias alternativa  de turismo, dentre as quais o turismo rural, turismo de negocio, turismo esportivo.

Turismo Rural

Esta modalidade foi implantada no Brasil, inicialmente em Santa Catarina na década de 1980. A Embratur especificou o turismo rural como "O conjunto de atividade turísticas desenvolvidas no meio rural ". 

As atividades desenvolvidas são típicas da zona rural, utilizando todos os recursos das áreas rurais para o desenvolvimento da atividade turística, dentre as atividades estão a manifestações culturais, os hábitos, a produção leiteira, o plantio, as colheitas.

O turismo rural é uma forma de fixa o homem em seu meio evitando o êxodo rural, Mas deve haver sempre uma integração entre a área urbana e rural, uma deve participar do processo de desenvolvimento do outra. 

 Agroturismo 

Consiste em atividades ligadas ao turismo que são complementares ao trabalho agrícola. O turismo não é a atividade principal mas, completa a renda familiar, através de roteiros programados ou não.



Os meios de hospedagens são os mesmos utilizados pelos moradores e trabalhadores. As acomodações podem receber algum tipo de conforto adicional.


Quando a motivação é espiritualidade temos:

Turismo religioso

É uma das formas mais antigas de turismo, pois deste épocas remotas o homem tinha como habito fazer peregrinações a lugares religiosos e a participar de rituais em locais distantes.

O turista religioso é aquele que viaja movido pela fé. Por isso é freqüente o freguês viajar para locais de retiros espirituais.

O turismo religioso esta integrado ao turismo cultural, visto que as praticas religiosas possui caráter cultural.

Esoturismo ou Turismo Esotérico

É um tipo de turismo onde as pessoas deslocam para lugares conhecido, cujo o roteiro programado possibilita a experiencias mistica ou energéticas.

Quando a motivação é prato ou produto tipico temos:

Turismo Gastronômico

O principal foco desta modalidade é proporcionar prazer atraves da degustação. Além  de expressar a cultura pois, toda cozinha reflete a história do povo e da nação.

Os participantes desta modalidade procuram saciar o apetite degustando a comida local.

Enoturismo 

As viagens têm como objetivo a apreciação do sabor e aroma dos vinhos, juntamente com a exposição da história. Neste segmento é possível perceber o processo de fabricação do vinho, desde a plantação, colheita, fabricação e o engarrafamento do vinho. 

Alem presenciar da técnica de produção, Nas fazendas podem ser também oferecido outros produtos como geleia e doce a base de uva. Já no município é possível assistir apresentações culturais que no Brasil, na maioria, esta ligada a herança Italiana.


Quando a motivação é  conhecimento temos:

Turismo cientifico

Esse segmento atrai pessoas que realizam estudos ou trabalho cientifico. Geralmente o grupo ou pessoa interessada são cientistas que estão dispostos a entrar em florestas, em pântanos ou em áreas arqueológicas com a finalidade de analisar o objeto de estudo.

Uma das mais famosas de viagem foi a de Charles Darwin a bordo do HMS Beagle, entre 27 Dezembro 1831 e 2 Outubro 1836. Através de suas anotações Charles desenvolveu o trabalho "A origem das espécies".

Outra importante expedição foi do linguista Jean François Champolion. Depois de desvendar os hierógrafos, ele viajou até o Egito para confirmar seus estudos, dando origem a um nova ciência " a Egiptologia".

Turismo ecoliterário

Viagens cujos roteiros são inspirados nos enredos de obras literárias, no qual descrevem certas localidades rural ou urbana e os costume destas. A literatura  despertando o interesse do leitor em vivenciar as experiências vividas nos livros.

Turismo Pedagógico ou turismo educacional 
 
Envolvem atividades ligada ao ensino. "consiste na organização de viagens culturais mediante o acompanhamento de professores especializados da própria instituição de ensino com programas e aulas e visitas a ponto de interesse para o desenvolvimento educacional dos estudantes" BENI p. 473

Turismo Cultural
CAVALHADA- montagem de Anita Marques

Para Beni (2007) o turismo cultural  trata-se da demanda de turista a lugares que tenham como produto principal, a herança histórica do homem em diferentes épocas. Simbolizado no acervo cultural e no patrimônio, presente em ruínas, nos museus, arquitetura e nas obras de arte.

https://www.youtube.com/watch?v=nDLQcfbGyOU
https://www.youtube.com/watch?v=-f3NzmRHwJo


Referências bibliográficas 

BENI, Mário Carlos. Análise estrutural do turismo. 8ª ed. São Paulo, Senac, 2003.


ANSARAH, Marilia Gomes dos Reis. Turismo e segmentação de mercado: novos segmentos. In: TRIGO, Luiz Gonzaga Godoi et al (Eds.). Análises regionais e globais do turismo brasileiro. São Paulo: Roca, 2005.