Translate

Arquivo do blog

Total de visualizações de página

quarta-feira, 8 de abril de 2015

DOWNSIZING & MENCHMARKING


HISTORIA E CONCEITOS



O Downsizing surgiu como uma necessidade de solucionar o excesso de burocracia que se verificava em muitas organizações o que, além da lentidão, dificultava a tomada de decisões e a adaptação às novas realidades ambientais.Um dos criadores do conceito foi o Robert Tomasko.

A técnica Dowsizing foi criado em meados dos anos 80. As empresas na época criaram estruturas gigantescas e com o crescimento da concorrência internacional, obrigou as corporações a realizar um grande esforço para melhorar a produtividade de suas operações.

Nessa época também a flexibilidade e a velocidade eram dois requisitos chaves para o meio da competição entre as empresas. O downsizing significa a redução radical do tamanho da empresa, ou seja, foi criado para racionalização nas empresas através da redução dos níveis hierárquicos (delayering) ou da venda de negócios não estratégicos. Com isso as empresas ganham mais flexibilidades e perdem um pouco a burocracia e ficam mais próximas ao mercado e dos clientes.

Um dos conceitos básicos do Dowsizing é uma técnica voltada para a eliminação da burocracia corporativa desnecessária e sustentada nos quadros administrativos representados pela gerencia , assessoria , pessoal de controle e pessoal de apoio. A base principal do downsizing é o projeto de racionalização planejada em todas as etapas, que deve estar consistente com a visão estratégica, e com isso construir uma organização eficiente e capaz , para instituir práticas que mantenham a empresa mais enxuta possível. Ela foca a hierarquia implantada na constituição

CARACTERÍSTICAS E OBJETIVOS PRINCIPAIS DO DOWNSIZING

O Downsizing tem um projeto de racionalização planejado e de acordo com a visão estratégica dos negócios, as metas globais da organização, e a partir da definição clara de seus objetivos e caraterísticas. São elas:

Redução de custos;
Rapidez na tomada de decisões;
Resposta mais rápida às ações do concorrente;
Comunicação menos distorcida e mais rápida;
Manutenção da orientação para ação com menos análises e paralisia;
Promoção da sinergia dentro da empresa;
Elevação da moral na gerencia geral
Criação do foco nas necessidades do cliente, e não nos procedimentos internos;
Aumento da produtividade dos gerentes;
Competência emocional adequada dos colaboradores;
Habilidade de Comunicação;
Flexibilidade;
Trabalho em equipe e liderança eficiente;
Exigências de colaboradores que sejam especializados em áreas especificam, mas que possuam ao mesmo tempo uma visão generalista;

PONTOS POSITIVOS
Menos hierarquia (layering), proporcionando maior interação dos cargos;
Redução de custos. ( curto prazo);
Menos burocracia dentro da empresa, ou seja, uma empresa mais dinâmica e enxuta, que se comunica com facilidade internamente;
Velocidade nas ações e decisões necessárias dentro da empresa;
Maior preparação e rapidez na resposta aos desafios da concorrência;
Flexibilidade da empresa;
Estreitamente da distância do mercado e dos clientes, garantindo um produto que busca suprir as necessidades dos clientes;
Crescimento da produtividade e dos lucros a longo prazo;

PONTOS NEGATIVOS
Envolve demissões
Possibilidade da queda de qualidade dos produtos e serviços a curto prazo
Possibilidade de abaixar a moral interna, ou seja, menor confiança e satisfação dos funcionários, devido à falta de segurança do cargo.
Sobrecarga de trabalho nos funcionários que permaneceram, pois esses devem cobrir a função que era realizada pelo colega demitido.
Perda dos contatos dos funcionários, ou seja, da "memória" da empresa, o que poderá acarretar na falta de inovação nos serviços e produtos oferecidos aos clientes.
Possibilidade de revolta e violência por parte dos membros demitidos, pode resultar em prejuízos matérias à empresa.
Aumento do estresse e esgotamento dos funcionários e permaneceram na empresa, acarretando maiores despesas com departamento médico.´

VALIDADE/APLICAÇÕES DA ESTRATÉGIA NAS EMPRESAS DO TURISMO

DOWNSIZING

A aplicação do downsizing nas empresas de turismo teve inicio na década de 90, da mesma forma como aconteceu com outras empresas de diferentes setores.

No setor de turismo o downsizing aparece de forma diferente das demais empresas, pois os empregadores de turismo tendem a resistir à política de demissões, pois estes investem alto em contratações e treinamento de pessoal, as demissões no setor ocorrem muito quando, por exemplo, o setor passa por uma crise, como por exemplo, a crise aérea, que gera prejuízos também as agencias de viagem e aos hotéis, gerando uma crise em cadeia. Assim os empregadores muitas vezes têm que cortar funcionários para diminuir estes prejuízos. O setor de turismo usa também a opção de trabalhos temporários, por exemplo, os estagiários, que já entram na empresa com um contrato por um período determinado, aliviando assim contratações e a burocracia que estas gerariam a empresa. Estas ações visam diminuir a rotatividade, aumentar a produtividade e evitar mais demissões e prejuízos com a perda de funcionários. 

 BENCHMARKING

 HISTORICO, CONCEITOS E OBJETIVOS DE BENCHMARKING.
 
Pode-se dizer que o processo de benchmarking foi inserido no ambiente de negócios pela Xerox, Ford, IBM, que o definiu como "o processo contínuo de medirmos nossos produtos, serviços e práticas com os mais fortes concorrentes ou com as companhias reconhecidas como líderes da indústria".

O Benchmarking tem como ideia principal "economia" de tempo e trabalho, que no caso siginifica "copiar" modelos de outras empresas, mas essas cópias nunca serão iguais, e sim adaptadas e aprimoradas com o intuito de evoluir a ideia original. É um processo gerencial permanente , e requer coleta e análise do que há de melhor externamente em uma empresa , onde possam fazer de suas decisões a comunicação em todos os setores e níveis do local de trabalho. O Benchmarking também é visto como abordagem de planejamento estratégico , ou seja, é um processo que permite realizar comparações de processos e práticas para identificar o melhor do melhor e alcançar o objetivo principal que é a superioridade ou vantagem competitiva.

Esse conceito surgiu como uma necessidades de informações e vontades de aprender depressa .Essa competitividade só deu início , pois as empresas queriam uma ser melhor do que as outras , então surge junto o aprimoramento nos setores de processos, produtos e serviços que visam oferecer alta qualidade com baixo custo e assumir a liderança do mercado onde atua.

Possuem quatro tipos de Benchmarking, são eles:

Benchmarking competitivo, que se caracteriza por ter metas específicas as práticas do seus concorrentes .
Benchmarking interno, que é a busca dos melhores resultados , que ocorrem junto a prática na organização em setores diferentes .Esse é o tipo mais usado , segundo pesquisas feitas em empresas.
Benchmarking genérico , é usado na maioria das empresas do mesmo porte , como desde a entrada de seu pedido até a entrega ao cliente , esse processo também atravessa várias funções da organização.
Benchmarking funcional, é baseado em função específico , podendo ser usado ou não na organização ,e serve também para obter informações sobre as atividades bem definidas.

CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO BENCHMARKING
 
Impõe o pensamento de que "ninguém é melhor em tudo, ou seja, copiar modelos de outras empresas significa economizar tempo e trabalho". Porem essas cópias nunca serão iguais, elas sempre serão modificadas, ajustadas e aprimoradas com o intuito de promover a evolução da idéia original;
Processo contínuo e sistemático;
Processo baseado na interatividade;
Processo investigativo, a fim de conseguir informações valiosas para o sucesso da organização;
Processo Voltado para a aprendizagem com outras pessoas;
Processo pró-ativo;
Processo Prospectivo;
Ferramenta viável e de baixo custo, podendo ser implantado em qualquer tipo de empresa e organização e aplicável a qualquer processo;

PONTOS POSITIVOS
Possibilita a eliminação de falhas existentes na empresa
Promove a melhoria na eficiência do produto ou setor da empresa.
Busca a redução de custos na produção ou realização de alguma função.
Melhoria na qualidade , para dar maior satisfação ao consumidor.
Realiza projetos pra desenvolvimento futuro da empresa.
Promove uma continua melhoria em todos os setores da empresa, em que e realizada.
Usa a concorrência como fonte de idéias e aprendizagem, canalizando tudo para o aperfeiçoamento ou inovação do produto.

PONTOS NEGATIVOS

O fato de a técnica Benchmarking ser uma técnica bem elaborada, estruturada e moderna, possuindo poucos pontos negativos. São eles:
Requer uma manutenção constante,por isso e necessário manter sempre as pesquisas atualizadas.
Demanda custos para manter as informações atualizadas.

VALIDADE/APLICAÇÕES DA ENTREGA NAS EMPRESAS DO TURISMO

BENCHMARKING
 
Benchmarking é um processo de busca de novos referenciais, e que propõe uma atualização constante, a busca de novas e melhores práticas tendo como objetivo ajudar as empresas e empreendedores a se adequar a sua oferta introduzindo inovações além de boas instalações, equipamentos e práticas de gestão. No caso do turismo o uso desta estratégia visa melhorar o recebimento e o serviço prestado ao turista que viaja, além de desenvolver os destinos de forma competitiva e sustentável, seguindo exemplos de sucesso de outros destinos.

No setor de turismo o principal órgão a apostar no benchmarking foi o Ministério do Turismo que sempre promoveu várias ações em prol da cadeia produtiva do turismo, com destaque para vários projetos de benchmarking, considerados pioneiros no País. No turismo as ações de benchmarking já demonstram eficácia.